domingo, 22 maio 2022

Posições Políticas

SOBRE OS ACTOS DE VANDALISMO E A SITUAÇÃO NO ABRIGO DO LAGAR VELHO, LAPEDO, EM LEIRIA

criança do lapedo

COMUNICADO DA DIRECÇÃO DA ORGANIZAÇÃO REGIONAL DE LEIRIA DO PCP
Face aos recentes actos de vandalismo ocorridos no Abrigo do Lagar Velho, Lapedo, no concelho de Leiria, a Direcção da Organização Regional de Leiria do PCP vem pronunciar-se sobre a situação em torno deste monumento arqueológico, património nacional.
1 – A DORLEI do PCP condena os actos de vandalismo praticados no sítio arqueológico do Abrigo do Lagar Velho no Lapedo, concelho de Leiria, que reclamam a adequada investigação e responsabilização dos seus autores.
2 – O sítio arqueológico, uma área que foi ocupada por seres humanos há pelo menos 29 mil anos, classificado pela DGPC como monumento nacional, é da maior relevância científica, inclusive no plano internacional, para o estudo e conhecimento da evolução humana e da interacção humana com o meio envolvente no paleolítico superior.
3 – A propriedade privada dos terrenos onde se situa tem sido um obstáculo ao desenvolvimento dos trabalhos na dimensão e intensidade que se impunha, um problema sério para a criação de condições eficazes de protecção, salvaguarda e divulgação e um sério impedimento para o imprescindível investimento do Estado.
4 - O PCP saúda e realça a dedicação e o esforço de todos os que desde as descobertas iniciais - quer em regime de voluntariado, quer profissionais do sector - se têm dedicado aos trabalhos de campo, estudo, preservação e divulgação deste património.
5 – Há muito que o PCP alerta para a necessidade de trazer ao património público os terrenos onde se insere este sítio arqueológico. Por isso a aquisição dos terrenos tem feito parte dos programas eleitorais da CDU no concelho de Leiria.
6 – O PCP constata e denuncia o desinteresse e a inacção dos vários governos, da responsabilidade do PS, PSD e CDS, relativamente a este relevante património nacional.
7 – A passagem dos terrenos para o património do Estado é uma emergência pela qual o PCP se irá bater, designadamente na Assembleia da República. O PCP irá igualmente intervir em defesa da imperiosa necessidade de investimento do Estado para criação de condições de segurança, protecção e salvaguarda deste património, bem como pela realização de campanhas de campo sistemáticas e ampliadas.
Leiria, 21 Fevereiro 2022

Imprimir Email