sexta-feira, 24 setembro 2021

Posições Políticas

NÃO ACEITAMOS A DESTRUIÇÃO DAS CONDIÇÕES DE VIDA, NOS CONCELHOS DO INTERIOR

ccidlO PCP considera que nos Concelhos do Interior do Distrito de Leiria, a situação caracteriza-se pela perda generalizada do poder de compra, pelo encerramento das empresas e consequentemente pelo desemprego, levando a que os jovens procurem fazer face à vida fora das sua terras, muitas vezes além fronteiras, onde são colocados perante situações de autêntica escravatura. Na saúde e na educação também se degradam as condições de vida dos trabalhadores e continua a perda da população. As políticas de destruição do sector produtivo do Governo PS Sócrates, causam angústia e medo de perder o trabalho (quem o tem), obrigam a reformas antecipadas, com grandes penalizações para sobreviver ao desemprego e causam também os escandalosos aumentos dos lucros para o capital financeiro.
Apontamos o caminho da luta para a saída da crise e saudamos calorosamente todos quantos se têm juntado à resistência, designadamente nas manifestações em Lisboa e no recente 1º de Maio, em Leiria.
A degradação da democracia é, afirmamos mais uma vez, o resultado da política implementada pelos partidos da direita e do PS, que nos têm desgovernado e que dominam as Câmaras Municipais do Interior do Distrito de Leiria, respectivamente o PSD, o PS e o CDS/PP. Todo o mau estar que se sente é da responsabilidade destes Partidos e da Comissão Europeia.
O PCP avisou e continua a esclarecer as pessoas para que não continuem, com o seu mau voto a prejudicar-se mais a si mesmas e a auto flagelar-se; alerta os activistas que têm alguma consciência social e estão de boa fé nesses partidos, que com o seu activismo foram explorados e enganados, na base do seu tradicional e ignorante anticomunismo, tendo também quota parte no aumento das falências e dificuldades, dos que têm uma vida honesta.
Não aceitamos a destruição do sector produtivo, na agricultura, na indústria designadamente nos têxteis, nas madeiras, na cerâmica, assim como na generalidade do comércio.
Não nos resignamos perante a política da direita e do PS. Vamos estreitar a nossa ligação e comunicação com as massas do interior do Distrito, para lutar por uma vida melhor a que todos temos direito. Não estamos condenados a estas políticas, apelamos desde já para a participação na GREVE GERAL do próximo dia 30 de Maio, como um grande contributo para a saída da crise e para a mudança.

BASTA DE INJUSTIÇAS, MUDAR DE POLÍTICAS
POR UMA VIDA MELHOR!

Porto de Mós, 19 de Maio de 2007     
Comissão dos Concelhos do Interior do Distrito de Leiria do Partido Comunista Português

Imprimir Email