terça-feira, 28 janeiro 2020
  • Início

FESTA DE VERÃO 2018

Confiança e determinação na Festão de Verão da Oganização Regional de Leiria do PCP

20180701 festa verao or leiria foz arelho

Uma Festa de profunda confiança na luta dos trabalhadores e do povo e de determinação no reforço da Oganização do PCP no Distrito de Leiria foi a marca da Festa de Verão da Organização Regional de Leiria do PCP que, mais uma vez e como é tradição, se realizou na freguesia da Foz do Arelho, nas margens da Lagoa de Óbidos, tendo contado com a presença do Secretário Geral do PCP, Jerónimo de Sousa. 

Festa verao 2018229 Festa verao 2018227

A Festa de Verão do PCP contou com a participação de mais de 300 pessoas. As centenas de militantes do PCP e muitos independentes, tiveram a oportunidade de assistir, antes do almoço a um momento musical, com musicas de intervenção e popular portuguesa, com Nelson e Joaquim Rodrigues. A seguir ao Almoço, confeccionado inteiramente pela organização do PCP no próprio local, teve lugar o comício da Festa de Verão onde intervieram: Catarina Gomes, membro da Organização Regional de Leiria da Juventude Comunista Portuguesa; André Martelo, membro do Secretariado e Executivo da Direcção da Organização Regional de Leiria do PCP, e por fim de Jerónimo de Sousa, Secretário Geral do PCP. 

Festa verao 2018225 Festa verao 2018220

A Festa de Verão, realizada todos os anos pela Organização Regional de Leiria, afirmou-se mais uma vez como uma festa dos comunistas para todos e para todas as idades. Desde uma manhã infantil, até a uma quermesse, passando por espaços de venda de livros, de venda de produtos regionais, um bar com doçaria caseira, até ao espaço de venda de ginja de óbidos, a Festa de Verão confirmou-se como um espaço de alegria, cultura, festa e luta, por um Portugal com Futuro. 

Festa verao 2018226

Veja aqui as intervenções de Jerónimo de Sousa  e André Martelo 

Imprimir Email

O Partido Comunista Português saúda os trabalhadores da Sumol+Compal

Sumolcompal 002

O Partido Comunista Português saúda os trabalhadores da Sumol+Compal que hoje, dia 6 de Junho, realizaram, com grande êxito, uma importante jornada de luta com uma greve que paralisou a unidade de produção de Pombal e uma manifestação nas ruas daquela cidade em que participaram cerca de uma centena de trabalhadores.
 
Uma delegação da Direcção da Organização Regional de Leiria do PCP composta por: Ângelo Alves, membro da Comissão Política do Comité Central do PCP e responsável pela Organização Regional de Leiria; Filipe Rodrigues, membro do Comité Central e do Secretariado da DORLEI do PCP e Fernando Domingues, membro do Executivo da DORLEI e da Comissão Concelhia de Pombal do PCP, esteve presente na jornada de luta, tendo expressado a solidariedade e apoio ao trabalhadores e confirmado a justeza da sua luta pelo aumento dos salários, a melhoria das condições de trabalho, o combate à precariedade e à desregulação dos horários de trabalho.
 
Valorizando as recentes vitórias da luta destes trabalhadores, o PCP considera que a Sumol-Compal tem todas as condições económicas e financeiras para garantir uma mais justa distribuição da riqueza criada naquela empresa, nomeadamente por via do aumento dos salários e da diminuição dos horários de trabalho para as 35h semanais, para todos os trabalhadores.
 
A luta dos trabalhadores da Sumol-Compal deve ter uma resposta não só da Administração, mas também do Governo PS que, invertendo as suas recentes decisões de convergência com o patronato, a UGT e o PSD, deve tomar medidas efectivas de combate à precariedade e de respeito pelos direitos laborais dos trabalhadores.
 
Saudando a unidade, firmeza e determinação que os trabalhadores da Sumol-Compal têm demonstrado nas lutas que vêm travando e que vão continuar a travar, o PCP comprometeu-se nos contactos realizados com os trabalhadores em luta e os seus representantes, a tudo fazer para que os direitos a um salário digno, ao fim da discriminação salarial, a vínculos laborais estáveis e a um horário de trabalho que permita o descanso e a atenção à família, sejam reconhecidos e efectivados.
 

Imprimir Email

Deputado do PCP, Bruno Dias e dirigentes regionais do PCP, visitou os concelhos de Caldas da Rainha e Marinha Grande.

WP 20180528 11 WP 20180528 18

WP 20180528 14

 

No dia 28 de Maio, segunda-feira, uma Delegação do PCP integrada pelo Deputado Bruno Dias e dirigentes regionais do PCP, visitou os concelhos de Caldas da Rainha e Marinha Grande. 
 
A visita começou com um encontro com a Comissão de Utentes da Linha do Oeste e com utentes desta linha. A delegação do PCP constatou uma vez mais os inúmeros problemas com que se confrontam os utentes deste serviço público e foi informada que nesse dia uma delegação da Comissão de Utentes estava na Assembleia da República a entregar uma petição com mais de 6400 assinaturas exigindo ao Governo a modernização e requalificação da Linha do Oeste, substituição ou manutenção do material circulante e a modernização da via. Exemplificativo da situação vivida diariamente foi o facto de um dos comboios que estava para chegar durante este encontro estar a circular com mais de 1h20 de atraso. O PCP reafirmou a solidariedade com os utentes, garantindo que vai continuar a intervir em todos os planos na defesa da ferrovia e do serviço público de transportes. 
 
Ao inicio da tarde realizou-se um encontro com mariscadores e pescadores na Lagoa de Óbidos que recentemente exigiram a intervenção do Governo e autoridades competentes para desbloquear a ligação desta Lagoa ao mar. Neste encontro a delegação do PCP ouviu o conjunto de problemas que afectam estes mariscadores e pescadores, nomeadamente a falta de condições para o desenvolvimento da sua actividade, como a não existência de um pontão para apoio à pesca. Estando neste momento a ligação da Lagoa ao mar desbloqueada a questão no centro das preocupações desta comunidade é a da dragagem da Lagoa e a forma como será feita, que no entender daqueles profissionais não pode comprometer a sobrevivência das famílias que dependem daquela actividade.  Foram muitas as queixas pelo facto de a sua opinião não ser ouvida pelas autoridades competentes. Também neste plano o PCP se comprometeu a intervir, no sentido de exigir a salvaguarda dos interesses deste sector e protecção da Lagoa.
 
O dia terminou na Marinha Grande com reuniões com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e com a Comissão Popular "O Pinhal é nosso" e com uma visita ao Parque do Engenho. A delegação do PCP tomou conhecimento do processo de reflorestação da área ardida e da protecção da área não ardida, constatando com preocupação as insuficiências de meios do ICNF, nomeadamente de técnicos superiores e o atraso da vinda dos 35 assistentes operacionais anunciados para o terreno, que serão contratados com um contrato de apenas 1 ano. O PCP vê ainda com preocupação o atraso na limpeza das áreas não ardidas decorrente da falta de meios; a perda de capacidade produtiva no segmento da resina, não recuperável nos próximos 50 anos; a fraca capacidade da indústria nacional em absorver todo o material lenhoso; nos entraves colocados pela União Europeia à compra do produto nacional e nas insuficiências para a reflorestação artesanal do Pinhal. 
 
O PCP reafirmou a exigência da salvaguarda do Pinhal de Leiria, a sua reflorestação e protecção, por via da garantia do reforço de meios para que a sua gestão continue a ser feita pelo ICNF, potenciando a capacidade instalada e experiência dos seus trabalhadores, ao mesmo tempo que manifestou a sua posição de contrariar quaisquer intenções de privatizar ou retirar da gestão pública/Estado o Pinhal de Leiria.
 
 
 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Imprimir Email

Assoreamento da ligação da Lagoa de Óbidos ao Mar

Lagoa de Obidos

1 - O PCP expressa a sua solidariedade para com os Pescadores e Mariscadores da Lagoa de Óbidos que exigem a intervenção do Governo e autoridades competentes para desbloquear a ligação desta lagoa ao mar.
 
A actual situação é recorrente e insustentável. Põe em causa os níveis de oxigenação e renovação das águas da Lagoa, essenciais ao normal desenvolvimento das espécies e ao equilíbrio e preservação dos ecossistemas.
 
Para além da produção de bivalves de grande qualidade (Ameijoa, Berbigão, Ostras), a linha de interface da Lagoa de Óbidos com o mar é vital para a reprodução de várias espécies, sendo zona de desova por excelência de espécies piscícolas como o Robalo, o Sargo, a Corvina, o Linguado ou o Polvo.
 
 
 2 - O PCP considera urgente o desassoreamento da “embocadura” da referida lagoa, para que as espécies que ali se desenvolvem não corram riscos desnecessários, colocando, por arrastamento, em sérias dificuldades, centenas de pessoas que dependem directamente da lagoa para viver. Considera igualmente urgente a intervenção há muito programada, no fundo da Lagoa, na zona do Braço da Barrosa, factor determinante para impedir o recorrente bloqueio da “aberta”.
 
 
 3 - O PCP sublinha que a intervenção de desassoreamento deve ser periódica e programada e deverá ser enquadrada num plano nacional de dragagens que possa defender não só o equilíbrio e sustentabilidade ambiental, mas também a segurança de pessoas e bens nos casos dos portos, barras, canais de navegação, etc.
 
O PCP sublinha o carácter urgente destas intervenções de forma a garantir a preservação dos ecossistemas, a manutenção dos muitos postos de trabalho directa e indirectamente ligado à Lagoa de Óbidos e a defesa das comunidades locais que dela dependem para o seu desenvolvimento.
 
 
 4 - O PCP destaca a necessidade de a par com as intervenções de desassoreamento se proceder à despoluição da Lagoa e ao combate às descargas poluentes.
 
 
 5 – O PCP considera que, dada a sua importância ambiental, social e económica, a Lagoa de Óbidos deve ser classificada como paisagem protegida de âmbito regional.
 
 
 6 – O PCP informa que uma delegação do PCP, integrada por dirigentes regionais do Partido e pelo deputado do PCP na Assembleia da República, Bruno Dias, se deslocará na próxima Segunda Feira dia 28 de Maio, à Lagoa de Óbidos, tendo previstos contactos com mariscadores e pescadores.
 
 
 22 de Maio de 2018
 
O Gabinete de Imprensa da Direcção da Organização Regional de Leiria do PCP
 

Imprimir Email

Mais artigos...