Comissões Concelhias

Jantar comemorativo do Centenário da Revolução Outubro

O 11º Jantar de Maio na freguesia da Benedita é inserido este ano nas comemorações do Centenário da Revolução de Outubro de 1917 que contou com a participação do ALBANO NUNES "comissão central de controlo e da secção internacional do PCP" e também contou com muitos camaradas e amigos do PCP e CDU.

Benedita 4 Benedita 2

Benedita 3 Benedita 1

 

Comissão Concelhia de Peniche do PCP contra encerramento de balcão da CGD

noticia 00118314-580x326

A Comissão Concelhia de Peniche do PCP apela à luta contra o encerramento do balcão da Caixa Geral de Depósitos em Atouguia da Baleia

A Comissão Concelhia de Peniche do PCP repudia, veementemente, a decisão do Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD) de encerrar a agência de Atouguia da Baleia.

O PCP apela à população da Atouguia da Baleia que se mobilize contra o encerramento deste balcão da CGD, afirma que com a necessária mobilização popular é possível impedir o encerramento e valoriza a posição da Câmara Municipal de Peniche que já expressou a sua indignação perante esta situação e manifestou a sua intenção de encerrar todas as contas que a autarquia possui na CGD caso a CGD avance com o encerramento.

A resistência ao encerramento desta agência da CGD é parte integrante da acção em prol do desenvolvimento coerente e harmonioso do concelho, distrito e território nacional, uma vez que, o fecho dos serviços da Caixa em Atouguia da Baleia surtirá um efeito nefasto nos direitos dos seus trabalhadores, nas populações e, consequentemente, na economia local.

Contrariamente ao que a Administração da CGD afirma, o encerramento de balcões não resolve nenhum dos problemas da banca pública, pelo contrário contribuirá para a diminuição de clientes, abrindo portas a uma ainda maior concentração na banca privada, onde proliferam os capitais estrangeiros.

A demolidora acção contra a Caixa Geral de Depósitos por parte do governo PSD/CDS aliada à voragem do capital financeiro internacional e imposições da União Europeia encontra no governo PS a fraqueza e lassidão na defesa dos interesses nacionais.

Para o PCP, a Caixa Geral de Depósitos é uma empresa financeira estratégica ao serviço do povo e ao desenvolvimento do país. Como o PCP sempre defendeu, é essencial e premente a recapitalização da CGD, mas para reforçar o seu papel de banco público ao serviço das populações, das pequenas e médias empresas e da economia nacional. Não pode servir como subterfúgio para as reformas que estão a ser levadas a cabo, que impõem ao banco público um modelo de negócio típico da banca privada e cujas consequências já se começam a fazer sentir com o encerramento de balcões e seus efeitos negativos para a população, tais como: o despedimento de trabalhadores, o enfraquecimento do banco público e a promoção de interesses rapinantes e especuladores do grande capital económico privado.

A Comissão Concelhia de Peniche do PCP expressa a sua solidariedade aos munícipes, aos trabalhadores e aos agentes económicos e sociais locais, cujos direitos e interesses estão, desta forma, a ser postos em causa. Apela às populações para lutar pela conservação deste balcão na freguesia de Atouguia da Baleia e afirma a disponibilidade do PCP para reunir com todos aqueles que quiserem manter essa dependência em actividade e agregar intenções, descobrir as plataformas e os trilhos para que esta freguesia mantenha este balcão.

Peniche, 8 de Abril de 2017
A Comissão Concelhia de Peniche do PCP

NÃO ACEITAMOS O ENCERRAMENTO DOS BALCÕES DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS NA CARANGUEJEIRA E NOS POUSOS, LEIRIA

A noticiada intenção do Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos de encerrar, mais uma vez, duas dependências no concelho de Leiria, agora na Caranguejeira e nos Pousos, devem merecer o repúdio dos clientes e de todos os que pugnam pelo desenvolvimento coeso do concelho e do território nacional. 

Tal como já acontece com a Freguesia da Maceira, o encerramento dos serviços da Caixa na Caranguejeira e nos Pousos, a concretizar-se, seria gravemente lesivo dos direitos dos seus trabalhadores e das populações e dos interesses da economia local.

Esta medida parece mais destinada a abrir mercado à grande banca privada, onde predominam os capitais estrangeiros, do que a resolver eventuais problemas do banco público. 

A poderosa ação movida contra a CGD desde o governo PSD/CDS e continuada hoje por esses mesmos partidos – alinhados com a vontade do capital financeiro internacional – está parcialmente a produzir os seus efeitos por causa das hesitações, incoerência, compromissos de bastidores e tibieza do governo PS na defesa dos interesses nacionais. 

O Secretariado da Comissão Concelhia de Leiria do PCP manifesta a sua oposição a estes encerramentos e concomitantes despedimentos de trabalhadores e disponibiliza-se para, com todos os que queiram manter essas dependências em atividade, reunir vontades e encontrar as plataformas e os caminhos necessários para que a Caranguejeira e os Pousos mantenham estes balcões. 

Para o PCP, a Caixa Geral de Depósitos é uma empresa financeira estratégica ao serviço do povo e do desenvolvimento do país. 

A necessária e urgente recapitalização da CGD não pode ser o pretexto para “reestruturações” que conduzem ao encerramento de balcões, ao despedimento de trabalhadores, ao enfraquecimento do banco público e à promoção de interesses rapaces e especuladores do grande capital financeiro privado. 

O PCP expressa a sua solidariedade às populações, aos trabalhadores e aos agentes económicos e sociais cujos direitos e interesses são desta forma postos em causa e exorta-os a lutarem pela manutenção destes balcões nestas freguesias.

Leiria, 31 de março de 2017 

O Secretariado da Comissão Concelhia de Leiria do PCP

COMISSÃO PROMOTORA DA PETIÇÃO "Melhorar as Condições de Saúde para a população do Bombarral"

CS Bombarral

                                                                 COMUNICADO À POPULAÇÃO
                                                                                             
Vale a pena lutar! A petição recolheu mais de 2000 assinaturas e por isso transitou para a Comissão Parlamentar de Saúde da Assembleia da República.
Depois da petição ter sido aceite na Assembleia da República, no passado dia 8 de março de 2017 a Comissão foi recebida pelos grupos Parlamentares do PS e do PCP.

No passado dia 27 de março de 2017, mais de duas dezenas de peticionários receberam, no Centro de Saúde, o deputado António Sales, relator da Petição  na Comissão Parlamentar de Saúde.
Visitámos as instalações e constatamos todos os problemas ali existentes e já expostos pela Comissão através da petição levada à população em Abril de 2016.

O deputado relator da petição, informou que vão abrir 3 vagas no quadro do Centro de Saúde e que o protocolo com Cuba se mantem para 1 médico no Bombarral.
O Bombarral foi definido como área carenciada. o que vai permitir a mobilidade médica, visto existir uma médica interessada em vir para o Bombarral. Se assim for, a partir de julho temos a possibilidade de passar a ter mais 4 médicos.

O deputado mostrou-se recetivo a referenciar no seu relatório a necessidade de melhorar as condições dos serviços no nosso Centro de Saúde, até para permitir que os nossos médicos estejam disponíveis a regressar após a sua reforma.

O deputado pôde constatar no local que o Centro de Saúde do Bombarral tem um espaço físico com todas as condições a um bom funcionamento mas que precisa é de mais médicos, enfermeiros, funcionários e equipamentos.

No dia 29 de Março de 2017 a Comissão foi recebida na Assembleia da República, desta vez pela Comissão Parlamentar de Saúde. Estiveram presentes os deputados, José António Silva, do PSD; Bruno Dias, do PCP, Marisabel Montelo e António Sales do PS, que salientaram a justeza das nossas pretenções.

O Relatório da Comissão Parlamentar de Saúde será publicado em Diário da República.

Vamos continuar a desenvolver todas as acções necessárias para que os compromissos  assumidos sejam uma realidade, para bem de todos os bombarralenses.
                                                  
A Comissão Promotora: Maria de los Angeles Oliveira, Vereadora da CDU - PCP/PEV na Câmara Municipal de Bombarral, Rute Correia, Deputada Municipal eleita pela CDU - PCP/PEV, Ana Paula Silva, eleita na Assembleia de Freguesia de Bombarral e Vale Côvo pela CDU - PCP/PEV, Filipe Rodrigues (São Mamede), Maria Lalande (Carvalhal) Vera Freitas (Bombarral), Carla Leão (A-dos-Ruivos), Elísio Gomes (Vale Covo), Nélia Carvalho ( Pó), Luís Ferreira ( Azambujeira dos Carros).
                                                                   

CDU Nazaré exige respostas sobre Escola EB 2,3 Amadeu Gaudêncio

amadeugaudencio

Exmo. Sr.
Presidente da Assembleia Municipal da Nazaré

31 de Março de 2017

Assunto: Pedido de respostas e de documentos.

Exmo. SenhorPassados que são 50 dias desde a sessão da AMN de dia 10 de Fevereiro, solicitamos que nos sejam enviadas as respostas a todas as questões por nós colocadas durante a discussão do ponto 1 dessa sessão e dos outros onde não obtivemos respostas.

Tais questões ficaram de ser respondidas por escrito, tanto pelo Sr. Presidente da Câmara como pelo Sr. Vice-Presidente.

Lembramos ainda a falta do envio do documento que contenha o Parecer da ERSAR que foi por nós solicitado, pois faltava esse documento no assunto colocado a discussão.

Importa-nos que rapidamente nos façam chegar a resposta à questão colocada sobre o andamento do processo de obras na Escola EB-2,3 de Amadeu Gaudêncio, por forma a sabermos o que se passa com o futuro do ensino secundário público no concelho da Nazaré, na medida em que temos sido confrontados com essa questão por alguns pais que têm que orientar e organizar a sua vida futura.

Lembramos que a reunião que define a rede de oferta educativa e formativa para o ano lectivo 2017/2018, acontecerá a muito curto prazo, já no mês de Abril, ficando nessa altura definida a capacidade do nosso agrupamento de escolas dar resposta, ou não, à expectativa e necessidades existentes no seio de alunos, pais, encarregados de educação, professores, comunidade escolar e população.

Caso não nos sejam enviadas as respostas a todas as questões e principalmente a esta última, até ao final da próxima semana, iremos proceder à sua procura junto do Ministério da Educação e da sua Secretaria de Estado, através dos nossos representantes na Assembleia da República, para sermos totalmente esclarecidos sobre o processo em causa.       

Sem outro assunto de momento, apresentamos os nossos cordiais e respeitosos cumprimentos,
                        

P´lo Grupo Municipal da CDU na AMN
                          

António Manuel Caria dos Santos

2019 Organização Regional de Leiria do PCP | www.pcp.pt | Joomla Templates Free.